Como organizar uma loja virtual: Passo a passo

Postado por Gabriel Walter , 11-05-2023 - 10:02

Como organizar uma loja virtual: Passo a passo

Saber como organizar uma loja virtual é essencial para vender mais no e-commerce. Você precisa escolher uma boa plataforma de vendas, estudar o seu nicho de atuação, traçar o planejamento financeiro e seguir outros passos importantes. Por isso, preparamos esse artigo para ajudar você a saber como organizar sua loja virtual, com um passo a passo completo.

1

Atualmente devido às grandes oportunidades e vantagens que o comércio eletrônico oferece, muitas empresas estão investindo e migrando para esse mercado online. O problema é que muita gente começa a vender pela internet de qualquer jeito. Empreendedoras e empreendedores só querem saber de vender seus produtos, mas não procuram se informar sobre as melhores estratégias, plataformas e ferramentas. Assim, acabam perdendo boas oportunidades. Por isso, vamos ajudar você a saber como organizar sua loja virtual, com um passo a passo completo.

 

Escolha uma plataforma de vendas

 

A plataforma de vendas é a principal parceria que você precisa para a sua loja virtual. Não, você não precisa criar um site do zero, existem hoje empresas que oferecem as plataformas com uma estrutura pronta para as vendas, onde você pode personalizar com a identidade visual e as necessidades da sua loja.

As plataformas de e-commerce oferecem duas áreas principais: a área de vendas, onde os clientes pesquisam e compram seus produtos, e a área de gestão, onde o vendedor configura a loja, organiza os produtos, gerencia seus conteúdos e administra seu negócio de modo geral. 

Sem necessidade de ter um ponto físico, você pode gerenciar tudo pela plataforma, as vendas, o cadastro de clientes, os cupons de desconto, a divulgação dos produtos e muito mais. Dessa maneira, a plataforma deve oferecer a melhor experiência, tanto para o usuário final quanto para o administrador da loja.

Já publicamos aqui um artigo sobre as melhores plataformas de vendas online, para ajudar você a fazer a melhor escolha para a sua loja. E, se você já usa uma plataforma, mas tem vontade de mudar, migre para outras opções que atendam melhor às suas necessidades. 

 

Estude seu nicho de atuação e sua concorrência

 

Muita gente começa a vender pela internet sem entender que aquilo é um negócio. E, como qualquer negócio, você precisa estudar o mercado para saber como atuar e aproveitar melhor as oportunidades.

Por isso, saber como organizar sua loja virtual também envolve fazer uma análise de mercado. Mas você não precisa ser especialista em marketing, porém precisa pesquisar  como está o seu nicho de atuação e quem são os principais vendedores.

É com eles que você vai concorrer. Por isso, vale a pena analisar como eles atuam, quais são suas principais estratégias, quais plataformas e ferramentas utilizam, entre outros aspectos. Assim, você pode aprender com eles e se inspirar para planejar o seu negócio online.

 

Trace um planejamento financeiro

 

Outro aspecto importante de qualquer negócio são as finanças. Afinal, você quer lucrar com as vendas, não é? Então, deve saber definir os preços corretamente, organizar os recebimentos, controlar os gastos e fazer investimentos bem pensados.

Tudo isso entra no planejamento financeiro. Nesse sentido, é importante pensar quais são os seus objetivos financeiros com a loja e como você pode atingi-los. Para isso, tenha uma planilha ou sistema de gestão para controlar as entradas e saídas, chamada de Fluxo de Caixa, além de um controle mensal e anual com os resultados do negócio, chamado de Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE).

Além disso, saber como organizar as finanças da loja virtual também exige outro cuidado: separar as finanças pessoais das empresariais. Em pequenos empreendimentos, é muito comum haver essa confusão. Com isso, você pode acabar se perdendo nas contas, não perceber que há prejuízo na loja e até afetar a sobrevivência do seu negócio.

 

Registre um domínio

 

Se você tivesse uma loja física, teria um endereço físico que levaria os seus clientes até o seu negócio. É o mesmo que acontece nas lojas virtuais. Mas, nesse caso, você deve ter um endereço virtual, que chamamos de domínio. Quando você quiser que as pessoas visitem a sua loja, é o nome do domínio que você deve passar a elas, assim como, na loja física, você informaria o endereço.

O domínio é a URL que identifica a localização virtual da loja. Por exemplo, no caso da mageshop, o domínio é “www.mageshop.com.br”.

Então, se você também quer ter uma loja virtual, precisa registrar um domínio que esteja disponível na internet. Para isso, você pode pesquisar a disponibilidade de domínios e contratar esse serviço no Registro.br.

 

Faça o controle do seu estoque

 

Um estoque desorganizado pode gerar frustrações para os seus clientes. Imagine se alguém compra um produto na loja e, quando você vai separar no estoque, percebe que aquele item está em falta. Isso afeta a confiança do cliente e a reputação da loja. 

Outro problema da falta de controle é ter estoque em excesso, que pode fazer os produtos estragarem, ficarem obsoletos ou ocupar espaço desnecessariamente (o que também gera um custo alto). 

Por isso, a gestão de estoque é outro ponto sensível de um e-commerce. Para organizar uma loja virtual, é essencial planejar bem o estoque, desde o seu local de armazenamento até os controles de entradas e saídas.

Para isso, tenha uma planilha atualizada, com os códigos e dados dos produtos e registre sempre que houver movimentações. As plataformas de vendas geralmente ajudam nessa tarefa, com sistemas que automatizam os registros à medida que as vendas acontecem.

 

Trabalhe com mais de uma opção de pagamento

 

Você já pensou que, em uma loja virtual, você vai atender diversos perfis de clientes? Na internet, você pode atrair pessoas com os mais diferentes gostos.

Quanto às opções de pagamento, tem gente que prefere pagar à vista, muitas vezes com um desconto, enquanto outros priorizam o parcelamento (de preferência sem juros). Alguns preferem pagar no boleto, outros já estão mais acostumados com o PIX.

Se essas pessoas chegam até a finalização da compra e não encontram a opção de pagamento que desejam, podem desistir do produto na hora. Então, para não perder nenhum cliente, o ideal é oferecer diferentes opções de pagamento, que ofereçam liberdade para o cliente escolher. 

Verifique se a plataforma de e-commerce que você escolheu oferece diferentes modalidades. Assim, você provavelmente vai reduzir as chances de abandono de carrinho na sua loja virtual.

 

Defina a logística e envio de produtos

 

Mais um ponto para organizar uma loja virtual: como você vai fazer as entregas dos produtos? Chamamos essa área do negócio de logística, que também é essencial para a experiência de compra dos clientes.

Se você tem o costume de comprar pela internet, deve perceber que existe uma grande expectativa em receber o produto depois de finalizar a compra. Esse é o momento em que o cliente finalmente pode tocar no produto e experimentá-lo, o que não pode fazer virtualmente. Imagine, então, se a entrega atrasa ou vai parar em outro endereço, isso é uma experiência sem dúvidas frustrante para o cliente.

Por isso, é importante contar com parceiros de logística que sejam confiáveis, cumpram os prazos e tomem os devidos cuidados no transporte de mercadorias. No Brasil, o parceiro mais comum são os Correios, mas também existem transportadoras com serviços eficientes e preços atrativos.

 

Crie uma política de trocas e devoluções

 

Mesmo que o produto chegue ao endereço correto e no prazo prometido, o cliente pode ter outras frustrações na entrega. Pode ser que a roupa não sirva, que o aparelho não funcione ou que a loja tenha enviado o produto errado, por exemplo.

Nesse caso, a loja deve estar preparada para receber pedidos de trocas e devoluções. Muitas vezes, as lojas oferecem troca ou devolução gratuita na primeira compra ou quando o erro for da própria empresa, lembre-se de incluir isso no seu planejamento financeiro.

Para estabelecer uma relação transparente com o cliente e deixar as regras claras, crie uma política de trocas e devoluções que esteja disponível e facilmente acessível na loja virtual. Dessa forma, o cliente pode conhecer a política antes mesmo de fazer a compra ou quando precisar fazer uma solicitação.

 

Cadastre seus produtos de forma completa
 

Pela internet, não dá para tocar nos produtos, experimentar diferentes tamanhos nem sentir o seu cheiro. Por isso, uma descrição completa dos produtos é importante para os usuários, eles precisam entender, à distância, como é e como funciona aquele produto.

Uma boa página de produto no e-commerce leva em conta todos os campos de cadastro, desde o nome do item até as suas imagens. Cadastre todos os dados de tamanho, peso, material, cores e outras especificações técnicas.

Escreva uma descrição completa, com um texto personalizado para cada produto, evite copiar o que o fabricante envia, já que outros lojistas vão fazer a mesma coisa. Capriche também nas fotos, com uma boa iluminação e vários ângulos, além de vídeos, que ajudam a ter uma melhor perspectiva.

Você ainda pode incluir descrições mais aprofundadas, comparativos com outros produtos e dicas de uso. Todas essas informações contribuem para a decisão de compra do cliente e aumentam as taxas de conversão do e-commerce.

 

Busque opiniões de clientes

 

Nada melhor que saber o que seus consumidores pensam para conseguir agradá-los. Os próprios clientes têm muito a dizer sobre o seu negócio, desde os seus interesses pessoais até as percepções sobre a experiência de compra na sua loja.

Então, adote alguns instrumentos de pesquisa e feedback para colher essas informações. Uma das ferramentas mais interessantes para isso são as redes sociais. Certamente os consumidores já estão no Facebook e no Instagram falando sobre produtos que você vende, então, entenda como eles são usados e quais opiniões estão envolvidas.

Você também pode perguntar diretamente aos seus clientes o que eles pensam sobre a sua loja e seus produtos. 

Ferramentas de pesquisa online, como Google Formulários e Typeform, permitem fazer isso gratuitamente. Você pode enviar um formulário, com uma pesquisa de satisfação, logo após uma compra, para entender o que funcionou ou não durante a experiência.

 

Defina uma boa estratégia de atendimento aos clientes

 

Ao organizar a sua loja virtual, não se esqueça do atendimento. Todo cliente gosta de ser bem atendido, mas, nas compras online, isso é ainda mais importante para conquistar a confiança dos consumidores e transmitir segurança a eles.

Um bom atendimento na internet deve ser ágil e prestativo, oferecer informações claras e completas, mas principalmente resolver o problema do cliente. Muitas vezes, o atendimento precisa apenas resolver uma dúvida simples, mas existem casos mais complexos, de atraso na entrega ou envio para o endereço errado, que exigem mais atenção para a resolução.

Se você atender bem, o cliente tem mais chances de voltar a comprar na sua loja, mesmo que tenha tido uma má experiência de compra. A qualidade do atendimento pode reverter más impressões e ainda fidelizar o cliente.

 

Dica extra: contrate a mageshop

 

Pensou que as dicas tinham acabado? Nada disso: você ainda tem um passo importante para dar. Para organizar a sua loja virtual e ter sucesso nas vendas online, a última dica que temos para você é contratar a mageshop.

Oferecemos uma plataforma de vendas intuitiva no uso, que permite criar a sua loja virtual com facilidade. Você pode inserir os produtos, cadastrar os dados, definir os preços, incluir fotos e vídeos, e tudo isso com planos acessíveis para iniciar seu negócio online.

 

Outras Publicações

E-commerce B2B: O que você deve saber para alavancar os seus resultados
A venda entre empresas e a prospecção B2B são muito diferentes de um processo de vendas B2C para o consumid...
Leia Mais
Como preparar seu negócio para o mundo atual
O mercado tem mudado muito nos últimos anos. A maneira de fazer negócios e até as inovações tecnológicas...
Leia Mais
Fatores que aumentam a confiança do consumidor no e-commerce
A maneira de se fazer compras vem mudando muito após o advento da internet. Para se ter uma ideia do avanço ...
Leia Mais
E-commerce: transformações, soluções e tendências
O comércio eletrônico não é estático. Ela sempre tende a avançar. E especialmente agora, depois que o ce...
Leia Mais
A contribuição do SSL para o crescimento do e-commerce
Com a popularização das lojas virtuais e a grande movimentação no e-commerce brasileiro, o SSL se tornou u...
Leia Mais