Evite erros na criação do seu E-commerce: Dicas

Postado por , 06-02-2021 - 08:06

Evite erros na criação do seu E-commerce: Dicas

Em 2020, muitos empresários viram seus negócios fecharem as portas temporariamente devido à pandemia de Covid-19. Com isso, aqueles que já tinham planos de começar uma loja virtual para modernizar a empresa aceleraram o processo de abrir um e-commerce. Afinal, dessa forma, eles não precisam mais depender da loja física para realizar vendas.

1

 

Se você faz parte do grupo de empresários que deseja trabalhar também com um e-commerce para não depender de seu estabelecimento físico, precisa tomar bastante cuidado para não cometer erros na criação da loja virtual.

Isso é muito importante porque cometer erros nessa fase pode prejudicar o desempenho do seu e-commerce. Para lhe ajudar, listamos neste post 5 dicas para você evitar erros na criação do seu e-commerce e, assim, ter sucesso com seu negócio online. Continue lendo e confira!

1. Faça um planejamento do e-commerce

Um erro comum que as pessoas cometem na hora de criar um e-commerce é não fazer um planejamento adequado, pois o estabelecimento físico já funciona bem. Mas, é essencial lembrar que o negócio tem que ser adaptado para as necessidades da internet.

Dessa maneira, o e-commerce vai funcionar e terá bons resultados. O planejamento da loja virtual deve responder algumas perguntas. São elas:

·         Quem é a persona do negócio?

·         Os fornecedores atuais do estabelecimento são suficientes para garantir um bom estoque para o e-commerce?

·         Como será feito o envio dos produtos?

·         Como os concorrentes estão atuando na internet?

A persona de seu e-commerce é uma representação fictícia do cliente ideal do negócio. Ela é baseada em dados de consumidores reais do estabelecimento, como interesses, comportamento, faixa etária e problemas a serem enfrentados.

É muito importante conhecer a persona do seu negócio, porque assim você é capaz de se comunicar melhor com ela pela internet e de oferecer os produtos e serviços que ela deseja.

Já em relação aos fornecedores, você precisa avaliar se os seus atuais são suficientes ou se é necessário buscar outros para ter estoque para as vendas online.

A logística da entrega também tem que ser bem planejada, porque influencia bastante na satisfação do cliente. Se o produto chegar danificado, ou pior, não chegar na casa do consumidor, a imagem de seu negócio é afetada. Por isso, organize uma logística antes de criar sua página online.

Analisar as ações de seus concorrentes online também é fundamental para perceber o que seu público procura nesse ambiente, tanto produtos quanto conteúdos, e como ele quer ser abordado.

Lembre-se de que você nunca deve copiar a concorrência. Essa análise deve ser feita somente para lhe dar ideias e ficar de olho no que funciona (ou não) com seu perfil de clientes.

2. Escolha uma plataforma adequada para seu negócio

Atualmente, existem ótimas plataformas para criar um e-commerce e, como há diversas opções, é normal não saber muito bem qual escolher. O que acaba acontecendo, muitas vezes, é que a pessoa escolhe a plataforma por sua popularidade ou por indicação de um terceiro.

Contudo, nem sempre a plataforma que é boa para uma empresa será boa para todas. Afinal, cada plataforma tem suas características, como diferentes funcionalidades, valores e suporte ao cliente. Então, escolher uma plataforma sem verificar suas particularidades é um grande erro.

Você tem que analisar as necessidades de seu negócio e depois verificar qual plataforma atende essas demandas. Assim, você vai conseguir oferecer o que é necessário para os clientes e o seu e-commerce terá um desempenho melhor.

3. Ofereça diversos modos de pagamento

Em seu estabelecimento físico, provavelmente o cliente pode pagar uma compra de diversas formas, como com dinheiro, cartão de crédito ou débito. No ambiente online, você também deve oferecer vários modos de pagamento, pois a falta de opções para essa operação é um dos principais motivos de desistência de compra em sites.

Sendo assim, observe bem quais opções a plataforma que deseja escolher disponibiliza para os usuários e, ainda, se ela permite a adição de plugins com outros modos de pagamento. Se houver a possibilidade de usar vários modos de pagamento, você vai evitar o erro de não dar opções para os consumidores.

4. Capriche no design do e-commerce

O visual do site influencia muito no desempenho do negócio, porque ele ajuda o usuário a decidir se vai ficar na página ou se vai sair. Se o layout da página for muito poluído ou bastante simples, os visitantes podem se sentir desconfortáveis e inseguros no site.

Por isso, você tem que caprichar no design de seu e-commerce. Dessa maneira, vai conseguir atrair os usuários e fazer com que eles permaneçam em sua loja virtual. Para ter um bom layout no e-commerce, lembre-se de usar de maneira adequada cores e formas, organizar bem os produtos ou serviços e fazer descrições claras e completas.

Garanta ainda que as imagens usadas estão em um bom tamanho, alinhadas nas páginas e, se for necessário, edite-as. Veja também se o uso de vídeos é interessante para os consumidores, já que a compra em e-commerce é feita principalmente baseada em imagens.

5. Preocupe-se com a segurança de sua loja

Em um e-commerce, os consumidores compartilham informações pessoais, como nome, e-mail e até dados bancários. Sendo assim, eles se preocupam com a segurança do endereço.

Se eles acreditarem que não estão em um ambiente seguro, por exemplo, dificilmente vão realizar uma compra no site. Por isso, você tem que se preocupar com a segurança de seu e-commerce e transmitir confiança para os usuários.

Para fazer isso, existem algumas atividades que você pode realizar. Além de caprichar no design da loja, você tem que utilizar certificados de segurança, como o SSL, em suas páginas.

O SSL, por exemplo, pode ser identificado pela presença do cadeado no canto esquerdo da URL e já passa bastante segurança para os consumidores. Algumas plataformas oferecem esses certificados, enquanto em outras você tem que adicionar esse recurso. O mais importante é, independentemente da forma, garantir a segurança para seu e-commerce.

Seguindo essas dicas, você vai evitar erros na criação de seu e-commerce e, consequentemente, vai aumentar as chances de seu negócio ser bem-sucedido. Realizar todos os passos que listamos aqui pode ser difícil para quem não tem familiaridade com a criação de sites, mas não é preciso fazer tudo sozinho.

Você pode, por exemplo, contratar uma empresa para lhe ajudar em certas etapas. Aqui na Mageshop, nós cuidamos da plataforma, do design e da segurança de seu e-commerce para você.

Assim, podemos lhe ajudar a evitar erros na criação de sua loja e a atrair usuários. Então, fale com a gente para saber mais sobre nosso trabalho e como criar um ótimo e-commerce!

Outras Publicações

Quais as métricas analisar para o sucesso de uma loja virtual?
Ter uma loja virtual é muito importante para expandir seu estabelecimento físico, aumentar as vendas e torna...
Leia Mais
Como preparar seu negócio para o mundo atual
O mercado tem mudado muito nos últimos anos. A maneira de fazer negócios e até as inovações tecnológicas...
Leia Mais
Motivos para iniciar um e-commerce ainda em 2021
Em tempos de crise sempre pensamos duas vezes se devemos ou não abrir um negócio. Administrar uma empresa n...
Leia Mais
E-commerce B2C: o que você deve saber para alavancar os seus resultados
O Business to Consumer no Brasil ostenta números impressionantes. De acordo com o Índice Mundial de Comérci...
Leia Mais
Como o e-commerce pode transformar o seu negócio em 2021?
Atenção, empreendedor! Não importa o seu ramo de atuação, é hora de dar uma guinada no seu negócio! Se ...
Leia Mais