Taxa de conversão: o grande desafio do e-commerce

Postado por Equipe mageshop, 11-11-2021 - 05:42

Taxa de conversão: o grande desafio do e-commerce

Para os varejistas virtuais, pouco adianta que muitos usuários visitem o site da sua loja mas não comprem nada e não se tornem clientes. Aumentar o tráfego colabora para que as vendas cresçam, mas é preciso mais do que isto para garantir uma boa taxa de conversão. Taxa de conversão (TC) é um valor que indica a relação entre a quantidade de pessoas que entram na sua loja e as que efetivamente compram alguma coisa. Ou seja, representa o número de simples visitantes que são convertidos, ou transformados, em clientes efetivos. Manter o índice de conversões em um nível satisfatório não é uma tarefa simples. Exige planejamento e aplicação de técnicas. Este post vai mostrar o que é preciso fazer para que as empresas vençam as dificuldades e consigam obter maior retorno financeiro.

1

Estatísticas sobre conversão

De acordo com pesquisa da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, a taxa média de conversão no Brasil fica muito abaixo da média mundial, que é de 4,14%. Para sermos exatos, está em 1,65%. 

 

Um dos principais motivos para este baixo índice é o comportamento do consumidor brasileiro quando se trata de compras pela internet. Por outro lado, estes números, que consideram todos os modelos de negócio, mostram que há campo para melhora.

 

Embora esta estatística não seja nada animadora para o lojista virtual, é mais importante manter o foco na taxa de conversão do seu próprio negócio. Então, crie o hábito de calculá-lo por conta própria. Para isto, existe uma fórmula. Confira:

 

TC = (número de vendas / quantidade de visitas) x 100  

 

Supondo que, em uma semana, você vendeu 10 produtos e recebeu 1000 visitas, sua taxa de conversão foi de 1%, já que (10/1000) x 100 = 1%.

 

Agora que você já sabe como obter a TC, é preciso saber como ampliá-la e tomar providências para tornar a experiência de compra a mais agradável e fácil possível, para que o consumidor se sinta estimulado a continuar comprando. 

 

Quanto mais “abandonos de carrinho” no e-commerce, maior é a dor de cabeça para o comerciante. É assim porque na grande maioria das vezes ele fica sem saber o real motivo pelo qual o visitante não concluiu a compra. Este é apenas um dos grandes problemas a superar em busca da melhoria da taxa de conversão.

 

Os desafios a serem enfrentados

Alguns fatores podem influenciar de forma negativa a sua taxa de conversão. Confira alguns deles e fique atento:

 

Experiência de compra pouco satisfatória

A experiência de compra envolve todo contato que o cliente tem com sua empresa desde a primeira visita ao seu site até a entrega do produto adquirido. Como este processo tem algumas fases, é imprescindível deixá-lo o mais enxuto possível e proporcionar a máxima eficiência.

 

Muitos consumidores desistem de comprar ou, mesmo que concretizem negócio, não voltem mais ao e-commerce caso o site exiba banners em excesso, seja confuso, omita informações importantes e difícil de navegar.

 

Falta de suporte 

Ao mesmo tempo em que vai adicionando produto ao carrinho, é natural que o cliente tenha dúvidas quanto a características do produto, como marca e modelo, quanto a meios de pagamento e prazo de entrega.

 

Para sanar estas dúvidas e evitar que elas impeçam a compra é recomendável abrir canais de suporte, que podem ser e-mail, chatbots, WhatsApp ou qualquer outra ferramenta similar.

 

Formas de pagamento limitadas

Por falar em pagamento, o e-commerce não pode deixar de lado as principais formas de pagamento praticadas hoje. O empreendedor não deve oferecer apenas uma maneira, por exemplo, apenas boletos.

 

Hoje em dia muita gente paga as compras com PIX, cartões de crédito ou aplicativos. Então, esteja preparado para aceitar estes métodos, porque sem dúvida vão ajudar a aumentar sua taxa de conversão.

 

Por que aumentar a TC é um desafio? 

Mais do que contar quantos visitantes compram algum produto no seu e-commerce, a taxa de conversão computa a quantidade de pessoas que finalizam uma ação comercial, podendo ser o preenchimento de um cadastro, uma encomenda ou qualquer outra coisa que faça parte da estratégia da loja.

 

A grande dificuldade está no fato de que a concorrência é muito grande para praticamente qualquer negócio virtual. E o perfil do consumidor que aprendeu a comprar pela internet é de alguém exigente, cauteloso e pouco paciente.

 

Isto quer dizer que para ele é simples procurar outra opção caso julgue necessário: quando não se sente seguro, acha muito caro, quando o site é de difícil navegação ou muito burocrático. 

 

O consumidor atual dedica pouco tempo às compras e, por isso mesmo, prefere comprar pela internet. A rede oferece a facilidade de abrir diversos sites ao mesmo tempo, ir comparando produtos e preços e acabar fechando negócio naquele onde encontrar menor preço e melhor suporte.Então, concentre- se em convencer o consumidor de que a sua loja é a que oferece o melhor custo benefício e maior variedade. Afinal, é mais importante o investimento na TC do que no simples aumento do tráfego.

 

Como acelerar suas conversões

Aqui vão algumas orientações para incrementar o seu índice de conversão:

Conheça seu público-alvo

Trace, para começar, um perfil de quem acessa sua loja virtual. Aprenda a utilizar ferramentas como o Google Analytics, que fornece estatísticas sobre a visitação. Por meio dela, é possível obter dados sobre o tempo de navegação, os produtos mais buscados e a taxa de desistência. A partir daí, você pode reajustar sua página de modo que atenda às necessidades e preferências dos consumidores.

 

Invista em e-mail marketing

Há quem diga que esta é uma técnica ineficiente, já que ninguém perde tempo abrindo uma mensagem que claramente não é de origem conhecida.

 

Mas, se adequadamente planejado, o e-mail marketing pode ser uma forma de aumentar a sua taxa de conversão. Para isso, direciona as mensagens de preferência para endereços de pessoas que já se cadastraram na sua loja.

 

Evite comprar uma lista gigantesca de e-mails aleatórios. Isto pode resultar num esforço em vão, já que provavelmente muitos desses endereços são de pessoas que não se interessam pelo que você vende.

 

Mantenha a manutenção do site em dia

Já dissemos que o público brasileiro que compra via e-commerce é um tanto impaciente. As páginas precisam ser fáceis de navegar e a manutenção do seu site precisa estar em dia.

 

Os erros, os travamentos, a lentidão e a incompatibilidade com dispositivos móveis são causas frequentes de abandono. Como hoje em dia os celulares executam qualquer tarefa na internet, certifique-se de que o seu e-commerce seja compatível com a tecnologia responsiva, ou seja, se adapte automaticamente à tela em que estiver sendo visualizado.

Precisa de ajuda? Conte com a equipe Mageshop.

 

Outras Publicações

Dicas de uso de instagram associado à loja virtual
Quem monta uma loja virtual faz isso pensando em divulgar seus produtos para uma quantidade gigantesca de pess...
Leia Mais
Dicas de uso de WhatsApp em conjunto com a loja virtual
Não é só o Instagram que pode funcionar como um aliado poderoso na hora de vender seus produtos pela intern...
Leia Mais
Marketing digital para lojas virtuais
Investir no marketing digital é a ação mais indicada quando se trata de dar visibilidade à sua marca. Um f...
Leia Mais
SEO x SEM: Quais são as diferenças e suas vantagens no e-commerce
Primeiramente, é necessário entender o significado dessas siglas em inglês. O SEO vêm do Search Engine Opt...
Leia Mais
Vantagens de anunciar no Facebook Ads
A maior rede social do mundo. É assim que podemos descrever o Facebook. Criada por Mark Zuckerberg, hoje ela ...
Leia Mais